Virada a Nascente/SE, esta jovem Quinta fica situada no vale da Régua na margem direita do rio Douro na Região Demarcada do Douro - Baixo Corgo, captando soberba vista para a cidade e rio Douro. Entre neste ambicioso projecto e partilhe-o connosco (...)
Sexta-feira, 25 de Julho de 2008
CARTA DO MÊS DA REVISTA DE VINHOS DE JULHO 2008

 

Correio do Leitor – Revista de Vinhos
 
Todos os meses a redacção da Revista de Vinhos escolhe, entre a correspondência recebida, uma carta dos leitores como a carta do Mês. Pois bem, António Vicente proprietário desta Quinta no Douro foi o vencedor da edição do mês de Julho de 2008.
 
Carta do Mês (Edição do Mês de Julho)
 
“ SUB-REGIÕES DO DOURO
Sou recentemente viticultor numa pequena quinta (com pouco mais de 4 hectares) na região demarcada do Douro, mais propriamente na sub-região do Baixo Corgo. Pois bem, apesar de ser bisneto, neto e filho de lavradores desta região, ainda há questões que me deixam um pouco confuso, nomeadamente: Poder-se-á obrigatoriamente pensar que as sub-regiões do Cima Corgo e Douro Superior, na sua generalidade, são sub-regiões com melhor perfil para a produção do vinho do Porto e Douro do que a sub-região do Baixo Corgo? Ou seja, produzirão melhores uvas e consequentes vinhos Porto e Douro do que o Baixo Corgo?”
 
António Vicente (Quinta das Parcelas - Douro)
 2 Imagens: Propriedade da Revista de Vinhos
 
Resposta da Revista de Vinhos á carta premiada
 
 
“A divisão das três sub-regiões Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior é antiga, como antigos são também os conceitos qualitativos subjacentes a cada uma delas. Quando a Revista de Vinhos nasceu, em 1989, aquilo que eu ouvia dizer no Douro era o que refere: Baixo Corgo para os Porto correntes e Douro menos encorpados, Cima Corgo para os melhores Porto e Douro, Douro Superior para vinhos muito maduros e encorpados, próprios para lotear com os outros. O tempo ensinou-me que isto não é bem assim.
Em primeiro lugar, a única zonagem com bases científicas na região é a de Moreira da Fonseca. Só que foi feita nos anos 50 e só para Vinho do Porto. De então para cá muita coisa mudou: as vinhas, as castas e, até, o próprio clima.
Actualmente, não faz sentido haver ideias pré-concebidas em relação ao potencial qualitativo global das 3 sub-regiões durienses. Em todas elas existem zonas de grande potencial e zonas de baixo potencial. Há, sem dúvida, perfis diferentes de vinhos, de sub-região para sub-região. Mas há grandes vinhos e vinhos de má qualidade em todas elas. Pode dizer-se que, no Baixo Corgo, são mais raros os Porto Vintage. Mas isso também tem a ver com o facto de as melhores uvas desta sub-região irem para vinho do Douro. Por outro lado, tenhamos em conta que o Baixo Corgo não é só o vale da Régua. Existem muitas zonas de muito boa qualidade nesta sub-região. Alguns verdadeiros ícones durienses estão aqui, casos do Quinta da Gaivosa ou Quinta do Vallado, por exemplo.
Finalmente, com a sucessão de anos muito quentes com que temos deparado (e já nem vale a pena falar no famoso aquecimento global), o Baixo Corgo tem mostrado ser capaz de produzir vinhos extremamente equilibrados, nomeadamente a nível de acidez, um dos parâmetros mais importantes para a enologia moderna.
Em conclusão: Baixo Corgo, Cima Corgo ou Douro Superior, todos têm aspectos positivos e negativos, não se podendo generalizar dizendo que um é necessariamente melhor que outro. Cabe aos produtores tirar o melhor partido das condições de que dispõem para fazer vinhos de qualidade e carácter”
  3 Imagens: Propriedade de Quinta das Parcelas 
In Revista de Vinhos (LL) edição nº 224, pág.26
 
O PRÉMIO ATRIBUIDO
 
O autor da carta premiada deste mês que merecidamente alcançou com o seu texto, ganhou uma garrafa de José de Sousa Mayor 2001, vinho Regional Alentejano em caixa individual. A empresa José Maria da Fonseca Vinhos, S.A. que patrocina esta secção do Correio do Leitor da Revista de Vinhos, fez questão de a entregar em sua casa com respectiva ficha técnica.
 1 Imagens: Propriedade de José Maria da Fonseca Vinhos, SA 

 


sinto-me: Bem esclarecido
tags (Pesquisa de Artigos): ,

publicado por quintadasparcelas às 12:01
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Cassiano a 16 de Setembro de 2008 às 20:57
Ótimo assunto que trata de um excelente vinho. Sempre importante analisar e estar por dentro desses temas.
www.vinhosweb.com.br


De quintadasparcelas a 17 de Setembro de 2008 às 15:57
Seja bem vindo,
Sr. Cassiano á Quinta das Parcelas.

Obrigado pelo elogio, volte sempre.

Qtª das Parcelas


Comentar post

Seja Bem-Vindo
Pesquisar neste blogue
 
Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Os vinhos que estão a ser...

Harvest 2017 - Quinta das...

3 referencias de alta qua...

Quinta das Parcelas | Mil...

Vindima do branco 2016

Os nossos projectos... Re...

Milhafre DOC Reserva Tinto 2011 e DOC Branco 2012 Valley
Links
tags (Pesquisa de Artigos)

todas as tags

Arquivos (posts antigos)
blogs SAPO
subscrever feeds