Virada a Nascente/SE, esta jovem Quinta fica situada no vale da Régua na margem direita do rio Douro na Região Demarcada do Douro - Baixo Corgo, captando soberba vista para a cidade e rio Douro. Entre neste ambicioso projecto e partilhe-o connosco (...)
Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008
VINDIMA DE 2008

 

 Execução da vindima
 
As vindimas desta campanha de 2007/08 foram realizadas entre o dia 30 de Setembro e 1 de Outubro. Contrariamente a anos anteriores, esta operação sazonal foi executada por um empreiteiro agrícola, com uma força de trabalho de acerca de 25 pessoas. Naturalmente, a vindima foi executada de forma mais rápida do que o habitual.
 
 
Ano atípico
 
Este ano, foi um ano um pouco atípico com uma diminuição na nossa produção de aproximadamente de 40% do que é habitual, o que nos fez surpresa. Não esqueçamos que já no ano passado houve um decréscimo de produção na ordem dos 25%, são dois anos consecutivos de menos produção principalmente este ano.
Na nossa opinião, esta diminuição da produção de 2008 foi derivada ás más condições meteorológicas na região, visto termos aqui no Douro um mês de Maio com muito frio e com muita chuva para a época, o que provocou consequências desagradáveis na fase da floração, originando bastante desavinho nas uvas em formação, resultando consequentemente em grandes perdas na produção. Todas as castas em geral foram atingidas, mas realçamos mais na nossa exploração a Touriga Nacional e Tinta Roriz.
 
Instabilidade meteorológica
 
Devido a esta instabilidade do estado do tempo em toda a Primavera, a Quinta das Parcelas teve que proteger em todo este período as suas vinhas, utilizando algumas técnicas de tratamento e prevenção (ver artigos anteriores), não ficando totalmente isento de míldio e oídio, sendo contudo o saldo bastante positivo neste aspecto.
 
4 Imagens: Propriedade de Quinta das Parcelas  
Menos produção
 
Com o Verão pouco quente e um mês de Setembro com bastante chuva, originou uma maturação anormalmente tardia, que consequentemente atrasou em toda a região as vindimas em vários dias. 
As consequências de todos estes factores, provocaram em toda região e principalmente na Quinta das Parcelas, bastante menos produção e ligeira diminuição na maturação de algumas castas, nomeadamente na Touriga Franca e Tinta barroca, diminuindo assim a média geral de grau alcoólica para os 12,5º graus, apesar de nestas médias estarem contempladas vinhas muito novas que fazem diminuir univocamente o grau alcoólico, devido á idade e ao vigor destas plantas. Ver todas as fotos de vindima, Click aqui.
 
 Excelentes dias de sol. O tempo ajudou a vindima.
 
O bom tempo foi um factor predominante nesta vindima, estiveram uns dias verdadeiramente quentes que pareciam de Verão, sem nuvens e com  temperaturas elevadas para esta época do ano, foi talvez a salvação desta campanha. Como se sabe, vindima sem chuva é fundamental para o sucesso de todo o processo  vitivinícola, quer ao nível da execução do trabalho no campo, quer ao nível da qualidade das próprias uvas, com reflexos imediatos na qualidade do vinho. 
 5 Imagens: Propriedade de Quinta das Parcelas 

 Castelinho Vinhos
 
 
 
 
 
 
 
 
As uvas das propriedades da Quinta das Parcelas não foram enviadas como habitualmente para a Adega Caves Vale do Rodo, CRL  onde o actual proprietário ainda é sócio, foram sim vendidas directamente para uma empresa Exportadora de Vinho do Porto – Caves Castelinho. Esta decisão deveu-se sobretudo a factores de preço e prazos médios de recebimento.

 
Comportamento das novas plantas
 
As uvas da mais recente plantação de 2006 contendo as castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca, foram em contentores misturados com as uvas de vinhas muito velhas, de forma homogeneizar a sua qualidade, nomeadamente o seu grau alcoólico e densidade. Estas jovens videiras surpreenderam-nos mais uma vez com a sua graduação alcoólica, sendo a Touriga Nacional e Tinta Roriz entre 13,00º e 13,5º, o que é excelente para tão jovens plantas, exceptuando a Touriga Franca com graduações muito modestas de 10,50º (dizem os técnicos que este ano não foi muito bom para esta casta). Ver mais fotos - Touriga Nacional, Click aqui e Tinta Roriz, Click aqui.
 

  
Controlo de qualidade na adega
 
Também aqui nesta Casa Exportadora – Castelinho Vinhos, após entrada das uvas na adega existiam neste local vários processos de verificação de qualidade das uvas, nomeadamente a medição e calculo do teor do grau alcoólico, passando-se assim para outros processos de escolha das melhores uvas para vinificação DOC. Naturalmente, diferentes uvas vão dar origem a diversas tipologias e diferenciados vinhos, mediante a monitorização  de qualidade das uvas descarregadas de diferentes "terroirs " da região.
 
  7 Imagens: Caves Castelinho

 

 


sinto-me: Moderadamente satisfeito
tags (Pesquisa de Artigos): , ,

publicado por quintadasparcelas às 18:21
link do post | comentar | favorito

Seja Bem-Vindo
Pesquisar neste blogue
 
Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Os vinhos que estão a ser...

Harvest 2017 - Quinta das...

3 referencias de alta qua...

Quinta das Parcelas | Mil...

Vindima do branco 2016

Os nossos projectos... Re...

Milhafre DOC Reserva Tinto 2011 e DOC Branco 2012 Valley
Links
tags (Pesquisa de Artigos)

todas as tags

Arquivos (posts antigos)
blogs SAPO
subscrever feeds